Universidade Federal do Pará
Domingo, 20 de Setembro de 2020

Sugestões/Comentários

Quem está Online?

Nós temos 80 visitantes online

Quantos Viram Isto?

Visualizações de Conteúdo : 385691

Home Produções Científicas Produções Científicas-86

SAUCK, William A.; CAVALCANTI, Gerardo Majela L. Aplicação de método potencial espontâneo na pesquisa de água subterrânea, Ilha de Marajó, Pará. In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA, 31., 1979, Fortaleza. Resumos... Fortaleza: SBPC, 1979.  p. 454.

RESUMO

O método de eletroresistividade usando sondagem e perfilagem horizontal tem apresentado grande sucesso na localização de aquíferos na parte Leste da Ilha de Marajó. Este estudo tem evidenciado muitos corpos de areias que vão de lineares a sinuosos (Paleocanais), contendo água de boa qualidade e que, geralmente são circundados por áreas de predominância de Silte e argila saturadas com água salobra. Testes recentes com o método SP resultaram contrastes da ordem de 100 Mv nos limites dos aquíferos arenosos encontrados. Este trabalho tem o intuito de explicar os resultados de SP encontrados, utilizando para tal: o mapeamento resistivo, medidas de SP em duas estações do ano, análise química da água, resultados das sondagens mecânicas de sedimentos, bem como das sondagens elétricas verticais. Em geral, os perfis e o mapa de SP mostram uma correlação inversa com os dados equivalentes de resistividade tomados por Werner a e espaçamento de 25 m. Os perfis de SP são também mais irregulares que os perfis de resistividade, devido a significantes ruídos de superfície inerentes ao método SP. Os perfis de SP na estação seca mostraram que a amplitude é, aproximadamente, 2 vezes a amplitude dos mesmos na estação úmida, e que há maior irregularidade dos perfis medidos na estação chuvosa. As condutividades dos aquíferos rasos sofrem variações significantes (dentro e fora dos mesmos) de acordo com a estação do ano. As medidas de SP no sentido vertical mostraram fortes gradientes na base do horizonte A, o que requer cuidado especial na localização dos eletrodos no levantamento de SP. Na estação seca, as medidas superficiais de SP foram 40 para 60 Mv mais positivas que para uma profundidade de 5 a 40 cm, tanto para solo argiloso como arenoso. Estas anomalias de SP sobre aquíferos arenosos parecem ter sua origem no mecanismo de potencial de concentração químico, e o método SP aplicado neste ambiente geológico demonstra ser, potencialmente, uma ferramenta valiosa no reconhecimento e localização de aquíferos rasos contendo água de boa qualidade.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Qual a sua avaliação para o CEMIG?
 
© 2012 - Instituto de Geociências - Universidade Federal do Pará
Centro de Memórias do Instituto de Geociências
Tel: (91) 3201-7476 • E-mail: cemig@ufpa.br