Universidade Federal do Pará
Domingo, 09 de Agosto de 2020

Sugestões/Comentários

Quem está Online?

Nós temos 50 visitantes online

Quantos Viram Isto?

Visualizações de Conteúdo : 377147

Home Dissertações Dissertações 1992 - MARQUES, Maria do Socorro Pereira.

 

MARQUES, Maria do Socorro Pereira. Avaliação de dados de altimetria do satélite Geosat a partir de comparação com dados do levantamento gravimétrico marinho Equant. 1992, 106f. Dissertação (Mestrado em Geofísica)- Curso de Pós- Graduação em Geofísica, Centro de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 1992.

 

RESUMO

O objetivo principal deste trabalho é avaliar o uso dos dados de altimetria de satélites para mapear a superfície do potencial gravitacional(geóide) no mar. Esta avaliação se faz por comparações da resolução e precisão entre os dados de altimetria processados numa superfície equipotencial (o mar) e dados obtidos a partir de levantamentos convencionais. Uma vez processada a superfície equipotencial, quantidades tais como a anomalia ”ar livre” juntamente com o desvio vertical podem ser calculadas.

Os dados altimétricos ("altura do mar”) utilizados neste trabalho foram coletados pelo satélite GEOSAT . Este satélite rastreou diversas áreas oceânicas do globo processando 44 ciclos em dois anos. Alguns pesquisadores utilizaram os valores médios da ”altura do mar” deste satélite para melhoramentos em precisão e resolução dos registros. Estes valores tratados estão disponíveis em NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) sendo deste modo repassados à UFPa para utilização nesta tese.

Os dados de gravimetria marinha utilizados neste trabalho são aqueles obtidos do levanta­mento "Equatorial Atlantic” (EQUANT I e II) resultantes de uma pesquisa conjunta entre várias instituições com objetivos científicos de conhecer o comportamento da margem equatorial Brasileira.

Para comparação e integração entre os dois tipos de dados obtidos através de fontes distin­tas (medidas de satélite e do navio), poder-se-ia obter a aceleração vertical numa superfície equipo­tencial partindo-se de um tratamento algébrico dos dados coletados por rastreamento altimétrico do satélite Geosat ou alternativamente poder-se-ia processar transformações dos dados de gravime­tria marinha em uma superfície equipotencial equivalente.

Em decorrência de diferenças no espaçamento entre as linhas dos levantamentos, ou seja, as linhas das trajetórias do satélite estão largamente espaçadas em comparação com aquelas do le­vantamento marinho, optou-se por transformar os dados gravimétricos do navio em uma superfície equipotencial. Neste tipo de transformação, consideraram-se vários fatores tais como efeitos ”aliasing”, nível de ruídos nos levantamentos do navio, redução ao geóide(correção ”ar livre”), bem como erros computacionais durante as transformações.

Com a supressão parcial desses efeitos (enfatizando o ”aliasing”) encontrou-se forte corre­lação entre os dois conjuntos de dados verificando-se um nível de coerência satisfatório a partir do comprimento de onda de 11 km. Comparando-se este resultado com o nível de resolução do satélite Geosat largamente estudado por outros pesquisadores enfatiza-se que de fato a resolução dos valo­res médios (2 anos) do satélite Geosat aproxima-se da resolução dos levantamentos do Equant I e Equant II.

 

Texto Completo

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Qual a sua avaliação para o CEMIG?
 
© 2012 - Instituto de Geociências - Universidade Federal do Pará
Centro de Memórias do Instituto de Geociências
Tel: (91) 3201-7476 • E-mail: cemig@ufpa.br