Universidade Federal do Pará
Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020

Sugestões/Comentários

Quem está Online?

Nós temos 110 visitantes online

Quantos Viram Isto?

Visualizações de Conteúdo : 375516

Home Dissertações Dissertações 2000 - SILVA, Eliana Márcia de Sousa.

 

SILVA, Eliana Márcia de Sousa. Retirada dos efeitos de heterogeneidade no manto de intemperismo pelo método de diferenças de frequências. 2000, 73f. Dissertação (Mestrado em Geofísica)- Curso de Pós- Graduação em Geofísica, Centro de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2000.


RESUMO

A principal aplicação dos métodos eletromagnéticos é na exploração direta de depósitos minerais condutivos. Geralmente, o modelo geoelétrico suposto consiste de um corpo alvo altamente condutivo, tal como um corpo de sulfeto maciço encaixado em uma rocha menos condutiva sob uma cobertura condutiva - o manto de intemperismo. A presença do manto condutivo na vizinhança do corpo alvo distorce bastante as respostas eletromagnéticas e, para diferentes situações geoelétricas entre manto e corpo, também são diferentes os efeitos nas anomalias. De uma forma geral, a presença de heterogeneidades no manto distorce muito mais a componente em quadratura do que a componente em fase.

Este trabalho tem por objetivo estudar a capacidade do método de diferença de frequências em retirar das anomalias de corpos tabulares inclinados, os efeitos produzidos pelos mantos e pelas heterogeneidades neles presentes, através de modelagem analógica. Para este fim, utilizamos placas de grafite e antracito para simular o corpo condutor, solução de cloreto de amônia para simular o manto homogêneo e, a mesma solução contendo pedaços de antracito dispostos na linha do perfil para simular o manto heterogêneo. O arranjo de bobinas utilizado foi o horizontal coplanar (HCP), devido seu melhor acoplamento.

O método de diferença de frequências mostrou-se bastante eficaz em retirar ruídos geológicos qualquer que seja a situação do corpo (profundidade, número de indução e mergulho), em mantos heterogêneos. Nas respostas em fase, os efeitos das heterogeneidades são retirados quase que por completo. Nas respostas em quadratura ainda permanecem alguns picos, no entanto eles são mais indicadores da presença e da posição das heterogeneidades do que efetivamente perturbadores da resposta resultante.

 

Texto Completo

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Qual a sua avaliação para o CEMIG?
 
© 2012 - Instituto de Geociências - Universidade Federal do Pará
Centro de Memórias do Instituto de Geociências
Tel: (91) 3201-7476 • E-mail: cemig@ufpa.br