Universidade Federal do Pará
Domingo, 20 de Setembro de 2020

Sugestões/Comentários

Quem está Online?

Nós temos 49 visitantes online

Quantos Viram Isto?

Visualizações de Conteúdo : 385655

Home Produções Científicas Produções Científicas-64

SOUSA, Ana Maria Soares de; ALBUQUERQUE, Carlos A. R. de; GIRARDI, Vicente Antonio Vitorio. Petrologia do complexo de rochas ultramáficas e alcalinas de Santa Fé, Goiás. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA, 30., 1978, Recife. Resumos... Recife: Sociedade Brasileira de Geologia, Núcleo Nordeste, 1978, boletim 1, p. 94.

RESUMO

O complexo de Santa Fé é constituído por um núcleo de dunito envolvido por peridotito e piroxenito, a que se associam rochas alcalinas como leucita peridotito, missourito, essexito e malignito, algumas das quais ocorrem em intrusões individualizadas. Este conjunto é cortado por rochas filoneanas-lamprófiro, mica peridotito e fonolito. As rochas ultramáficas normais (dunito, peridotito e piroxenito) predominam sobre as alcalinas. Processos de diferenciação magmática com separação gravitacional de cristais podem explicar as variações mineralógicas observadas neste grupo. Os leucita peridotitos são mineralogiamente semelhantes aos peridotitos normais a exceção da ocorrência de leucita e os missouritos que contêm olivina e piroxenio de composição semelhante a dos mesmos minerais dos peridotitos. Os essexitos e malignitos diferem das ultramáficas alcalinas tanto na ocorrência de nefelina e alcali feldspato como na composição do piroxenio e olivina. A composição química das ultramáficas alcalinas é difícil de explicar por diferenciação a partir de um magma de composição normal, mas sugere que uma fusão félsica teria sido adicionada a um magma normal. O essexitos e malignitos podem ser derivados por diferenciação a partir de um magma máfico-ultramáfico alcalino (possivelmente o caráter alcalino tendo sido adquirido por assimilação), embora não seja de excluir a hipótese de que estas rochas sejam de um magma máfico alcalino.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Qual a sua avaliação para o CEMIG?
 
© 2012 - Instituto de Geociências - Universidade Federal do Pará
Centro de Memórias do Instituto de Geociências
Tel: (91) 3201-7476 • E-mail: cemig@ufpa.br